Multimídia

Rádio PT

Márcio Coelho é entrevistado por rádio argentina

No último dia 16 de abril, Márcio Coelho, músico, professor e secretário da cultura do PT de Ribeirão Preto conversou com Julio Villaroel e Ely Burba, apresentadores do programa radiofônico Sosteniendo Utopías, da cidade de Córdoba, na Argentina, sobre educação a distância e sua relação com a atual conjuntura brasileira.


Jingle Olê Olê Olê Ola!

Com levada de funk carioca, pra animar a militância, o compositor Márcio Coelho, secretário municipal de Cultura do Partido dos Trabalhadores de Ribeirão Preto, e a cantora Ana Favaretto criaram um RINGTONE NOVO (toque de celular) com o tradicional canto de guerra “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula!”.

A ideia que serviu de base para a primeira iniciativa era a de que Lula se manifestasse fisicamente toda vez que o telefone de um petista ou simpatizante do partido tocasse.

A ideia atual é que festejemos nossa resistência e nossa vitória!


A GREVE É GERAL, RIBEIRÃO PRETO!

Os professores estão confirmados
Vão participar, oi!
Os servidores não ficam de fora
Nem pra descansar
Comerciários já se reuniram
Pra se preparar, oi!
E os artistas, que levam alegria
Não podem faltar.

O Brasil inteiro vai parar!
Arereleô!
Se a greve é geral
Tem que participar
Arereleô!

Estou em dia com a previdência
Pra me aposentar, oi!
É meu direito
Governo golpista não vai ATIRAR
Se for preciso, até o fim da vida
Nós vamos lutar, oi!
Venha pra luta, que não vai ser fácil
Mas vamos ganhar

O Brasil inteiro vai parar!
Arereleô!
Se a greve é geral
Tem que participar
Arereleô!

Os estudantes universitários
Vão colaborar, oi!
Industriários não marcam bobeira
Estão vindo pra cá
Sou brasileiro, da luta, do povo
Não posso negar, oi!
Toda a cidade e a galera do campo
Vai, junto, gritar

O Brasil inteiro vai parar!
Arereleô!
Se a greve é geral
Tem que participar
Arereleô!


Ringtone Lula lá

O compositor Márcio Coelho, secretário municipal de Cultura do Partido dos Trabalhadores de Ribeirão Preto, e a cantora Ana Favaretto criaram um ringtone (toque de celular) com o tradicional canto de guerra “Olê, olé, olé olá, Lula, Lula!”.

A ideia que serviu de base para a iniciativa é a de que Lula se manifeste fisicamente toda vez que o telefone de um petista ou simpatizante do partido tocar.