Padilha rechaça tentativas de vinculá-lo a irregularidades

/ Editor: José Alfredo | Agência Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram

Foto: Paulo PInto/Analítica

Padilha rechaça tentativas de vinculá-lo a irregularidades

Secretário de Saúde da prefeitura de SP desmentiu notícias divulgadas pela imprensa sobre delação de Carlos Alexandre de Souza Rocha, ex-funcionário do doleiro Alberto Youssef

O ex-ministro da Saúde e atual secretário da Saúde da prefeitura de São Paulo, Alexandre Padilha, repudiou as tentativas da imprensa de vincular seu nome a investigações e delações premiadas da Operação Lava Jato.

 

Padilha classificou como “absurda e irresponsável” qualquer tentativa de ligar seu nome ao laboratório citado pelo doleiro Alberto Youssef em delação premiada.

 

“É absurda e irresponsável qualquer tentativa de mais uma vez vincular meu nome ao referido laboratório por meio de “conversas ouvidas de terceiros” em uma delação”, afirmou.

 

De acordo com Padilha, o laboratório citado por Carlos Alexandre de Souza Rocha, ex-funcionário do doleiro Alberto Youssef, não fez contratos com o Ministério da Saúde durante a gestão dele na pasta.

 

“Não tenho vínculo com qualquer tipo de irregularidade. Três órgãos de controle investigaram o caso. Meu nome está limpo”, esclareceu.

 

Ele relembrou que, após primeiras informações divulgadas sobre o caso, ainda em 2014, foram realizadas sindicância do Ministério da Saúde, uma apuração pela Controladoria-Geral da União (CGU) e também houve investigação por parte da Polícia Federal. Nenhuma dessas apurações encontrou indícios para vincular Padilha a qualquer tipo de irregularidade.

 

“Durante a minha gestão no Ministério da Saúde, NUNCA foi firmado contrato com o referido laboratório. Ressalto ainda que em nenhum momento estive sob investigação da Operação Lava-Jato”, finalizou o ex-ministro.

---
Rede PT Ribeirão Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!