RESOLUÇÃO SOBRE TÁTICA ELEITORAL – ELEIÇÃO MUNICIPAL – SEGUNDO TURNO

/ Editor: José Alfredo | Agência Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram

Arte: Agência PT

RESOLUÇÃO SOBRE TÁTICA ELEITORAL – ELEIÇÃO MUNICIPAL – SEGUNDO TURNO

"...gostaríamos de repudiar completamente a recente manifestação da candidata Suely Vilela sobre a campanha Lula Livre. Esse posicionamento demonstra alinhamento com o golpe de 2016, com as arbitrariedades cometidas contra o presidente Lula e contra o Estado Democrático de Direito, que culminou na eleição de Bolsonaro..."

Reunido nos dias 18 e 20 de novembro, através de videoconferência em Ribeirão Preto, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores decide:


As eleições de 2020 foram vitoriosas para o Partido dos Trabalhadores em Ribeirão Preto. A chapa majoritária composta por Antônio Alberto Machado e pela companheira Elza Rossi infelizmente não foram para o segundo turno mas no entanto tiveram uma votação expressiva mais que triplicando o número de votos da chapa majoritária da eleição de 2016. A chapa de vereadores dobrou elegendo as companheiras Duda Hidalgo e Judeti Zilli com o Coletivo Popular em uma votação que representa o dobro de votos em relação ao sufrágio alcançado em 2016 e renova nosso partido no cenário político ribeirão-pretano.


Fizemos uma campanha de esquerda, antineoliberal e antibolsonarista. Os resultados alcançados provam que a esquerda e o Partido dos Trabalhadores estão cada vez mais fortes na nossa cidade.


Apesar dos bons resultados eleitorais, infelizmente a esquerda não conseguiu colocar candidatos no segundo turno, resultando no infeliz cenário: de um lado, uma candidata que, apesar de seu partido compor o campo democrático-popular, de oposição ao bolsonarismo, e ter eleito vereadores de viés progressista, representa um projeto distante do defendido pelo Partido dos Trabalhadores. Enquanto reitora da USP, Suely reprimiu violentamente o movimento estudantil, implementou política de precarização das condições de trabalho de servidores e professores e vetou a aplicação das cotas raciais na USP atrasando assim a sua implementação. E, enquanto Secretária Municipal de Educação, do próprio Nogueira, foi idealizadora do infame projeto de "uberização" da educação.


De outro lado, temos um prefeito que levou a cabo políticas antipopulares, como a privatização da saúde e da educação, atacou o funcionalismo público, desmontou a política cultural, promoveu inúmeras reintegrações de posse, inclusive durante a pandemia do novo coronavírus. Um prefeito que só governou para as elites da cidade e contra a classe trabalhadora. Nogueira é uma figura caricata que representa os retrocessos que aconteceram no país após o golpe de 2016. É o representante de Bolsonaro e João Doria em nossa cidade.


Do mesmo modo, gostaríamos de repudiar completamente a recente manifestação da candidata Suely Vilela sobre a campanha Lula Livre. Esse posicionamento demonstra alinhamento com o golpe de 2016, com as arbitrariedades cometidas contra o presidente Lula e contra o Estado Democrático de Direito, que culminou na eleição de Bolsonaro.


Sendo assim, o Diretório Municipal do PT decide por declarar - NEM NOGUEIRA, NEM SUELY - pois ambos são duas faces do mesmo projeto neoliberal. Esse posicionamento é fruto do nosso irrenunciável compromisso de derrotar o golpe de 2016 e os representantes de Bolsonaro e Doria.


Baixe a Resolução aqui: https://bit.ly/3pLJWDj


Ribeirão Preto, 20 de novembro de 2020

Jorge Roque – Presidente do PT


---
SeCom - Secretaria de Comunicação do PT de Ribeirão Preto Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!