Projeto Café da Manhã, um exemplo!

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

Foto: Beto Baptista

Projeto Café da Manhã, um exemplo!

As manhãs de domingo tinham uma atração especial no complexo que reúne o Museu do Café, com apresentação do Grupo Roxinóis pelo projeto Café da Manhã com Chorinho, criado pelo Coordenador de Música Márcio Coelho, na época, da Secretaria Municipal da Cultura. A atração, era gratuita, e contava com a participação desse tradicional grupo que desde 1993

Em 1993, fui convidado pela professora Maria Elísia Borges, secretária interina da cultura, para assumir o cargo de coordenador da área de música da Secretaria Municipal da Cultura de Ribeirão Preto, na primeira administração do Partido dos Trabalhadores, na cidade.

Ainda não existia o Sistema Nacional de Cultura e toda a equipe, embora formada por profissionais muito competentes em suas áreas de atuação artística, não tinha experiência em gestão cultural. Todavia, a vontade de fazer o melhor possível nos levou a realizações memoráveis.

O Projeto Café da Manhã – que também ficou conhecido como Café da Manhã no Museu ou Café com Chorinho – foi um dos projetos mais exitosos dessa época.

Era o mês de julho e a Secretaria Municipal da Cultura não tinha mais recursos para investimentos, devido à administração pouco cuidadosa, no que concerne à gestão de recursos, do Professor Gilberto Abreu, que à época era filiado ao PV, partido da coligação vitoriosa.

Não me abati pela desagradável surpresa de saber que não havia mais recursos para investimento. Com o apoio do fotógrafo Samuel Baptista - diretor do MIS -, busquei recursos com pequenas empresas da cidade, dentre elas, a Bauhaus Escola de Arte, da professora de artes e comerciante Lídia Mussi Leão. Não foram poucas as vezes em que seis pequenas empresas pagaram o cachê dos seis músicos. Ressalto que o valor do cachê era equivalente ao que ganhava um músico tocando em bares. Dinheiro de pinga, como se diz.

Em pouquíssimo tempo, estava criado o Projeto Café da Manhã, que era composto por quatro fatores: manhãs de domingo; chorinho com o grupo Os Roxinóis (liderado pelo flautista Clóvis Roxo), no coreto do complexo que abriga o Museu Histórico e o Museu do Café de Ribeirão Preto; um café da manhã simples e saboroso para todo o público, em especial, para idosos de asilos da cidade, que buscávamos com ônibus cedidos pela TRANSERP, e visita aos museus.

Não tardou para que o Café da Manhã tivesse seu sucesso atestado pelo público e pela imprensa. Foi noticiado, inclusive, na Revista do Choro, editada por ninguém menos do que o cavaquinhista Henrique Cazes, para quem eu enviava notícias com certa frequência.

 

 

O Café da Manhã cresceu, aumentou sobremaneira a visitação aos museus da cidade, tornou-se um projeto não mais da administração petista, mas da cidade, e um dos passeios turísticos mais procurados em Ribeirão Preto.

Durou cerca de 22 anos e foi perdendo força até ser extinto na administração da prefeita Dárcy Vera, durante a gestão do secretário da Cultura Alessandro Maraca.

Atualmente, os museus que o abrigavam estão ameaçados de desabamento e passam por vagarosa reforma, que, diga-se de passagem, só acontece por força da lei. Não há museu, não há chorinho, não há mais casais dançando no coreto. Não há mais Café da Manhã.

Ao ver a foto de Beto Baptista, irmão do Samuel Baptista, nas redes sociais, pude reviver uma época em que a cultura desfrutava, diferentemente de agora, de respeito e simpatia do poder público.

Agora, temos uma SMC apática, cuja falta de vontade política de sua gestora, além de não propor nada de novo, proporciona o apagamento de tudo o que foi criado por gestões anteriores.

A secretária de Cultura, Isabella Pessotti, justifica a pior gestão cultural da cidade com o argumento de que não há dinheiro. Em parte, é verdade, pois, na administração de Duarte Nogueira, a SMC teve o menor orçamento da sua história, mas o que acabo de relatar demonstra que, quando não há dinheiro, há que haver vontade de realizar e respeito ao cidadão que paga nossos salários.

 

Para matar a saudade, assista no vídeos abaixo:



---
Márcio Coelho, Secretario de Cultura do PT/RP
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!