Ato em São Paulo defende a democracia e o governo Dilma

/ Editor: José Alfredo | Agência Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram

Foto: Paulo Pinto/Agência PT

Ato em São Paulo defende a democracia e o governo Dilma

Com auditório lotado, evento suprapartidário reuniu a militância e diversos dirigentes do PT em defesa da democracia e na luta pelo Estado democrático de direito

Na noite de terça-feira (14), o Partido dos Trabalhadores, PCdoB, PDT, PCO e movimentos sociais e sindicais participaram de grande ato em defesa da democracia, pelo Estado democrático de direito e a favor do governo Dilma. O auditório, com capacidade para 700 pessoas, ficou lotado.

O evento, suprapartidário, foi organizado pelo diretório municipal do Partido dos Trabalhadores e teve como objetivo agitar a militância da capital para a defesa da democracia e contra qualquer tipo de ameaças ao atual Estado democrático de direito.

Participaram do evento o presidente nacional do PT, Rui Falcão; o secretário de Comunicação da legenda, José Américo Dias; o vereador e presidente do Diretório Municipal do PT, Paulo Fiorilo; o presidente estadual do PT, Emídio de Souza; os secretários municipal de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, e de Relações Governamentais, Alexandre Padilha; entre outras lideranças de partidos da base aliada, artistas e intelectuais.

Segundo Fiorilo, o ato teve objetivo de reunir pessoas que defendem o Estado de Direito e entendem a importância da democracia. “Estamos dialogando com vários setores da sociedade que têm uma preocupação grande de defender o Estado de Direito da democracia”. Ele atenta ainda que é preciso tomar cuidado, neste momento, com os discursos de ódio.

Movimentos sindicais se declararam contra qualquer tipo de golpe e fomentaram a participação dos trabalhadores na luta em defesa da democracia e direitos.

O presidente do partido, Rui Falcão, afirmou que o ato é um movimento de acúmulo de forças e comentou sobre o evento que ocorreu mais cedo, em Brasília, em defesa da Petrobras.

“Hoje também teve um ato na Câmara dos Deputados em defesa da Petrobras e da democracia e vamos acumulando nessa direção para mostrar a importância de não se agravar dificuldades econômicas potencializando uma crise política”, lembrou.

Questionado por jornalistas, Rui negou que o PMDB esteja articulando um golpe contra a presidenta. “O PMDB não está participando de nenhuma atitude golpista no país. Através do vice-presidente Michel Temer, o PMDB tem ajudado na governabilidade, é um elemento de estabilização também e faz parte da aliança de governo junto com outros partidos”, disse.

 



Ele ainda garantiu que o Partido dos Trabalhadores está unido e pronto para uma grande mobilização nacional pela defesa do governo Dilma. “Temos que defender a democracia e o resultado do voto popular manifestado nas eleições no primeiro e segundo turnos e o Estado Democrático de Direito”.

O presidente estadual do PT, Emídio de Souza, ressaltou a importância da defesa da democracia. “A reação a isso não é só de quem está com a Dilma ou de quem é petista, mas de quem é democrata. O Brasil não pode mais conviver com esse tipo de saída”, finalizou.

 

---
Rede PT Ribeirão, com informações da Agência PT Notícias Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!