Dilma recebe demanda de empresários brasileiros ao governo alemão

/ Editor: José Alfredo | Agência Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram

Foto: Lula Marques/Agência PT

Dilma recebe demanda de empresários brasileiros ao governo alemão

Antes de encontro com a chanceler Angela Merkel, presidenta Dilma Rousseff escuta empresários do Brasil que reforçam necessidade de acordo comercial entre Mercosul e União Europeia (EU)

A presidenta Dilma Rousseff recebeu nesta quarta-feira (19), no Palácio do Planalto, em Brasília, um grupo de empresários brasileiros que têm investimentos na Alemanha. O objetivo do encontro foi apresentar as dificuldades enfrentadas para investir no país.

 

A partir das queixas, o governo federal deve discutir as demandas com autoridades do governo alemão, que chegam à capital federal acompanhados da chanceler Angela Merkel.

 

A reunião com o empresariado ajudará a presidenta a definir quais acordos comerciais serão assinados entre ambos os países. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, estão previstos acordos nas áreas de investimentos, comércio, ciência, tecnologia e inovação e educação.

 

A expectativa dos brasileiros é que sejam fechados acordos de cooperação em longo prazo, principalmente na parte industrial, segundo informou à “Agência Brasil”, Ingo Ploger, representante do Conselho Empresarial da América Latina.

 

“Acho que essa é a parte mais auspiciosa: buscar alternativas para próximos quatro, cinco anos, dentro de um campo onde Brasil é o grande protagonista internacional. É o maior produtor de proteínas animais e vegetais, tem uma matriz energética altamente sustentável”, disse.

 

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MIDIC), Armando Monteiro, informou que existe expectativa para assinatura do acordo comercial entre Mercosul e União Europeia (EU).

 

Segundo Monteiro, os empresários brasileiros têm interesse no acordo e a reunião serviu para discutir o assunto.

 

“Pela importância da Alemanha, pelo iminente acordo Mercosul-União Europeia, ou pelo menos com o início da troca de ofertas com a União Europeia, esse acordo depende fundamentalmente de dois parceiros: o Brasil, pelo protagonismo que tem no Mercosul, e a Alemanha, pelo extraordinário peso que tem na União Europeia”, disse.

 

Sobre o Programa de Infraestrutura e Logística (PIL) que a presidenta deve apresentar para Merkel, Monteiro ressaltou que “a Alemanha pode, sim, ter grande interesse no plano de concessões da área de infraestrutura”, afirmou ao portal “Valor Econômico”.

 

Além de Monteiro, estiveram presentes no encontro, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, o ministro do Planejamento Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, da Casa Civil, Aloizio Mercadante, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu e o Ministério da Relações Exteriores, Mauro Vieira.

 

Por Michelle Chiappa, da Agência PT de Notícias

---
Rede PT Ribeirão Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!