Governo estadual e suas contradições na atribuição de aulas

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

foto: reprodução Facebook

Governo estadual e suas contradições na atribuição de aulas

Em 2 de fevereiro Fábio Sardinha participou ativamente do processo de atribuição com outros companheiros no auxílio aos professores e também teve as atribuições de suas aulas. Dentre as várias contradições desse governo estadual, ele cita o seu caso, apenas um de vários outros na mesma condição.

 

“Tenho uma jornada de 24 aulas e também pego mais 8 suplementares, totalizando 32 aulas, na minha escola-sede, e consegui pegar apenas 4 aulas livres. Para completar, preciso de mais 20 que estavam disponíveis na modalidade substituição em minha escola, mas pela interpretação do governo eu não posso pegar essas aulas, mesmo estando disponíveis. Tive que ir na Delegacia de Ensino para completar a minha jornada com aulas livres”, explica Sardinha.

 

Resultado, segundo Sardinha: nessa modalidade só tem aulas picadas e ele ficou com atribuições em quatro escolas e uma delas a mais de 30 quilômetros de sua casa, em outra cidade, para dar apenas duas aulas. Não só Sardinha, como vários professores, terão que se desdobrar em várias escolas, sem ajuda para combustível e com um salário que se encontra gravemente defasado para lecionar. “Essa é a forma que esse desgoverno do PSDB de São Paulo trata os professores de nosso Estado, e não poderia ser diferente em nossa cidade”, desabafa Sardinha. “É por isso que nós, professores, a sociedade paulista, a comunidade e os alunos têm que lutar por uma educação cada vez mais pública, democrática e de qualidade bem diferente do que se encontra atualmente no Estado”, conclui ele.

---
Rede PT Ribeirão Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!