Ribeirão Preto ganhará Centro de Atenção à Diversidade Sexual

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

ACidadeOn

Ribeirão Preto ganhará Centro de Atenção à Diversidade Sexual

Os recursos são provenientes de uma emenda parlamentar do deputado federal Nilto Tatto (PT-SP), e poderão ser utilizados na contratação de psicólogos, advogados e assistentes sociais. Na foto o secretário LGBTT do DM-RP

O Ministério de Direitos Humanos, Mulheres e Família destinará uma verba de R$ 100 mil para que Ribeirão Preto possa ganhar o primeiro Centro de Atenção à Diversidade Sexual.  Os recursos são provenientes de uma emenda parlamentar do deputado federal Nilto Tatto (PT-SP), e poderão ser utilizados na contratação de psicólogos, advogados e assistentes sociais.

 

A emenda deve ser liberada a partir de abril e repassada, por meio de convênio, para a Secretaria da Assistência Social de Ribeirão Preto. O município deverá contratar uma empresa por meio de licitação para montar o quadro de profissionais para o funcionamento do centro. A prefeitura também deverá apresentar um imóvel para que possa abrigar o centro.

 

A previsão, é que o centro possa entrar em funcionamento até  julho deste ano. O local oferecerá acolhimento e atendimento aos casos de violência ou discriminação contra a população LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros) ou pessoas em situação de vulnerabilidade.   

 

"Vamos trabalhar essa questão da vulnerabilidade social dessa população que sofre dentro da sociedade, como moradores de rua que são LGBTs, que vimos que cresceu um pouco na cidade, e vamos ressocializar esses moradores de rua para eles voltarem no mercado de trabalho, voltarem a ser um cidadão e futuramente, também, ser um voluntário do Centro de Cidadania para ter outras experiências com futuros usuários", conta Fábio de Jesus da Silva, presidente da ONG Arco Íris e do Conselho Municipal de Atenção a Diversidade Sexual.

 

Movimentos LGBT de Ribeirão Preto defendem a criação do centro desde 2005. Uma verba de R$ 250 mil chegou a ser destinada para que o município colocasse o centro em prática, no entanto, os recursos foram perdidos, pois não foi definido pela Administração Municipal um local que pudesse receber o centro. 

 

Para Fábio de Jesus, a criação do Centro poderá dar mais respaldo para a população LGBT na cidade.

 

"Na verdade, até hoje, todas essas pessoas que procuram algum órgão pra respaldar as vítimas de violência LGBT em Ribeirão Preto não encontram, então, ele vem pra agregar e fazer acontecer a política pública de fato", afirma.

 

Por meio de nota, a prefeitura afirmou que já foram cadastrados e inseridos todas as particularidades técnicas necessárias para assegurar o recurso e o projeto no Município. Após a aprovação da proposta e assinatura do convênio, começa a etapa de execução do projeto.

---
Rede PT, com informações do ACidadeOn e colaboração de Bruna Zanatto Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!