Projetos e programas

Rede cegonha

Rede cegonha

Lançado pela presidenta Dilma Rousseff em 2011, o programa Rede Cegonha é uma estratégia do Ministério da Saúde para implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério (28 dias após o parto), além de assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. O objetivo é estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no Brasil e implantar o programa gradativamente, em todo o território nacional, respeitando o critério epidemiológico, a taxa de mortalidade infantil e razão mortalidade materna e a densidade populacional.

A Rede Cegonha também implanta Centros de Parto Normal (CPN), onde a mulher é acompanhada por uma enfermeira obstetra ou obstetriz, num ambiente preparado para que possa exercer as suas escolhas: movimentar-se livremente e ter acesso a métodos não farmacológicos de alívio da dor. O CPN também pode ajudar a reduzir a taxa de mortalidade materna e neonatal e as ocorrências de cesarianas desnecessárias na rede pública de saúde. O programa também prevê visitas domiciliares às gestantes e puérperas, especialmente no último mês de gestação e na primeira semana após o parto.