Márcia Lia recebe diplomação para novo mandato na Alesp

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

Foto: Arquivo RedePT

Márcia Lia recebe diplomação para novo mandato na Alesp

Cerimônia é marcada pelo posicionamento políticos das bancadas

A deputada estadual Márcia Lia foi diplomada na manhã desta terça-feira, 18, para o segundo mandato na Assembleia Legislativa. A cerimônia, na Sala São Paulo, diplomou 94 deputados estaduais, 70 federais, dois senadores além de governador e vice, e foi marcada pelo posicionamento político das bancadas com aplausos e vaias. “Nosso segundo mandato será para aprofundarmos as defesas que fizemos neste primeiro, principalmente diante do avanço da direita e da ameaça aos direitos dos trabalhadores”, afirma a deputada, que foi reeleita com 63.571 votos em 528 cidades do Estado, em todas as regiões, e foi diplomada defendendo Lula Livre, junto com as bancadas do Partido dos Trabalhadores.

 

Em seu primeiro mandato, a deputada se destacou na defesa da reforma agrária e agricultura familiar, da moradia, das mulheres, dos movimentos sociais da cidade e do campo, dos trabalhadores, das mulheres e minorias, além dos direitos humanos. Foi líder da Minoria e é a atual Ouvidora da Assembleia, cargo que ocupa desde 2016.

 

Na defesa das mulheres, é dela o projeto de resolução que cria a Comissão Permanente de Direitos e Defesa das Mulheres, aprovado recentemente e que cria um fórum de discussão específico para assuntos relacionados às mulheres na Alesp. Ainda para as mulheres, a deputada conseguiu a aprovação do PL que destina 7% das moradias sociais construídas pelo Estado para vítimas de violência doméstica, como forma de fortalecer a mulher para sair da dependência do agressor.

 

Para o campo, uma das conquistas é o Orçamento Participativo das Escolas do Campo, projeto experimental em 17 escolas em comunidades quilombolas e assentamentos. Além disso, a deputada se destaca na defesa da regularização fundiária, na estruturação dos assentamentos e na formação de novas agrovilas de assentados.

 

“Nosso segundo mandato será para enfrentarmos o aumento da desigualdade, os ataques aos direitos humanos e a retirada de direitos de trabalhadores, afetando principalmente as mulheres, os negros e a população LGBTQIA+”, reitera.

 

Nos direitos humanos, Márcia Lia coordena uma subcomissão que apresentará uma proposta ao Plano Estadual de Direitos Humanos do estado, que é de 1997. Recentemente, a deputada passou a integrar a CPI da Exploração de Crianças e Adolescentes, instalada no início de dezembro e que tem 120 dias para apresentar o relatório final.

---
Rede PT
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!