Deputada Márcia Lia faz parceria com Itesp em defesa da Educação no Campo

/ Por Agência Rede PT Ribeirão
Deputada Márcia Lia faz parceria com Itesp em defesa da Educação no Campo

Parlamentar esteve com diretores e ouvidor do Instituto de Terras do Estado de São Paulo na quarta-feira

A deputada Márcia Lia se reuniu na Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (ITESP), com o diretor executivo Marco Aurélio Pilla Souza, o ouvidor Ivaldo Sobral e o diretor de Desenvolvimento, Marco Antonio Silva, na quarta-feira, para tratar de acampados, assentados e reforma agrária de forma geral. Dentre as demandas encaminhadas ao mandato estão pedidos de apoio para acampamentos, regularização de assentamentos, plenárias para o plano estadual de educação e audiências públicas sobre o PL 875.
 
A deputada falou da situação do acampamento Novo Horizonte e Encontro das Águas, que estão na área do Monte Alegre, e passam por um processo de reintegração de posse. Essa área que é um "descampado", cercado por eucaliptos, o estado trata como área de preservação ambiental. Pilla afirmou que "nessa região não tem área para acampamento", que todo espaço é área de preservação ambiental e já foi negociado com o juiz um novo prazo, mais seis meses para a saída das famílias, que venceu em janeiro de 2017.
 
Sobre o plano estadual de educação, a deputada falou da organização de plenárias para a construção do Plano Estadual de Educação do Campo, por meio da Subcomissão em Defesa da Educação no Campo. A proposta visa percorrer as regiões do Pontal do Paranapanema, na Região Sudoeste, na Região de Ribeirão Preto, Vale do Ribeira e Promissão.
 
No mês de março, a Dep. Marcia Lia esteve com o Secretário da Educação,  José Renato Nalini, e falou sobre a proposta que está encaminhada juntamente com movimentos sociais e movimentos rurais. O diretor do Itesp afirmou que quer participar e apoia a iniciativa da deputada.
 
A demanda dos Assentados de Bebedouro, o Reage Brasil, pediram ajuda do mandato para a reforma do Barracão e construção de banheiros, o mandato já tinha enviado ofício ao Itesp. O diretor executivo afirmou que nesse momento não há recursos para investimentos e nem para os barracões.
 
Sobre as audiências públicas, o mandato vai discutir o projeto de lei PL 873 e 875, que propõe a regularização fundiária na região de Itapeva e Registro. Pilla se comprometeu em participar. Ainda sem local e data.
---
Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!