Ato em São Paulo defende a democracia e o governo Dilma

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

Foto: Paulo Pinto/Agência PT

Ato em São Paulo defende a democracia e o governo Dilma

Com auditório lotado, evento suprapartidário reuniu a militância e diversos dirigentes do PT em defesa da democracia e na luta pelo Estado democrático de direito

Na noite de terça-feira (14), o Partido dos Trabalhadores, PCdoB, PDT, PCO e movimentos sociais e sindicais participaram de grande ato em defesa da democracia, pelo Estado democrático de direito e a favor do governo Dilma. O auditório, com capacidade para 700 pessoas, ficou lotado.

O evento, suprapartidário, foi organizado pelo diretório municipal do Partido dos Trabalhadores e teve como objetivo agitar a militância da capital para a defesa da democracia e contra qualquer tipo de ameaças ao atual Estado democrático de direito.

Participaram do evento o presidente nacional do PT, Rui Falcão; o secretário de Comunicação da legenda, José Américo Dias; o vereador e presidente do Diretório Municipal do PT, Paulo Fiorilo; o presidente estadual do PT, Emídio de Souza; os secretários municipal de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, e de Relações Governamentais, Alexandre Padilha; entre outras lideranças de partidos da base aliada, artistas e intelectuais.

Segundo Fiorilo, o ato teve objetivo de reunir pessoas que defendem o Estado de Direito e entendem a importância da democracia. “Estamos dialogando com vários setores da sociedade que têm uma preocupação grande de defender o Estado de Direito da democracia”. Ele atenta ainda que é preciso tomar cuidado, neste momento, com os discursos de ódio.

Movimentos sindicais se declararam contra qualquer tipo de golpe e fomentaram a participação dos trabalhadores na luta em defesa da democracia e direitos.

O presidente do partido, Rui Falcão, afirmou que o ato é um movimento de acúmulo de forças e comentou sobre o evento que ocorreu mais cedo, em Brasília, em defesa da Petrobras.

“Hoje também teve um ato na Câmara dos Deputados em defesa da Petrobras e da democracia e vamos acumulando nessa direção para mostrar a importância de não se agravar dificuldades econômicas potencializando uma crise política”, lembrou.

Questionado por jornalistas, Rui negou que o PMDB esteja articulando um golpe contra a presidenta. “O PMDB não está participando de nenhuma atitude golpista no país. Através do vice-presidente Michel Temer, o PMDB tem ajudado na governabilidade, é um elemento de estabilização também e faz parte da aliança de governo junto com outros partidos”, disse.

 



Ele ainda garantiu que o Partido dos Trabalhadores está unido e pronto para uma grande mobilização nacional pela defesa do governo Dilma. “Temos que defender a democracia e o resultado do voto popular manifestado nas eleições no primeiro e segundo turnos e o Estado Democrático de Direito”.

O presidente estadual do PT, Emídio de Souza, ressaltou a importância da defesa da democracia. “A reação a isso não é só de quem está com a Dilma ou de quem é petista, mas de quem é democrata. O Brasil não pode mais conviver com esse tipo de saída”, finalizou.

 

---
Rede PT Ribeirão, com informações da Agência PT Notícias
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!