Dilma vai aos EUA para avançar investimentos brasileiros

/ Por Agência Rede PT Ribeirão
Dilma vai aos EUA para avançar investimentos brasileiros

Presidenta vai abordar livre comércio, concessões, ajuste fiscal, redução de emissões de carbono, além de outros assuntos durante viagem aos Estados Unidos

A presidenta Dilma Rousseff viaja, neste sábado (27), para os Estados Unidos (EUA). Ela permanecerá no país americano até o dia (01). De acordo com o subsecretário-geral Político do Itamaraty, embaixador Carlos Paranhos, a visita de Dilma é importante, pois representa a retomada do diálogo entre o Brasil e os EUA.

 

Segundo Paranhos, existe grande interesse de ambos os países em relação à abertura dos mercados para a carne. Na área de investimentos, a presidenta Dilma Rousseff vai apresentar o Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê concessões de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias. O objetivo é atrair a participação de investidores estrangeiros nos projetos de concessão de infraestrutura no Brasil. Dilma Rousseff também deve reforçar a importância do ajuste fiscal adotado no Brasil.

 

Na segunda-feira (29), Dilma Rousseff vai jantar na Casa Branca a pedido do presidente dos EUA, Barack Obama. No dia seguinte, terça-feira (30), ambos os presidenciáveis farão uma declaração à imprensa.

 

A expectativa da viagem é que sejam anunciados acordos importantes entre os países. Há previsão de que seja fechado acordo em relação à participação do Brasil no programa Global Entry. O programa tem o objetivo de facilitar a entrada de visitantes que viajam com frequência aos EUA e, dessa forma, é possível evitar os longos processos nos postos de imigração.

 

“Eu não sei se será possível acertar todos os detalhes técnicos ainda pendentes até terça-feira (30), para a questão da participação do Brasil no Global Entry, mas o que é importante salientar é que as negociações estão bastante avançadas e há disposição política dos dois países de anunciar isso durante a visita”, disse Paranhos.

 

A redução de emissões de carbono também deve entrar na pauta de discussões. Os dois países vão assinar uma declaração onde devem se comprometer a reduzir os gases do efeito estufa. A ação deve ser discutida também em dezembro, na Conferência das Partes da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mudanças Climáticas (COP-21), em Paris.

 

Na agenda, Dilma deve conversar com docentes da Universidade Stanford, conhecer a sede do Google e ir ao Centro de Pesquisas da NASA.

 

Durante a coletiva de imprensa, o embaixador Carlos Paranhos reforçou que está “superado” o tema sobre a espionagem feita pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) a autoridades brasileiras. O ocorrido levou a presidenta a cancelar viagem marcada aos EUA em 2013.

 

“É importante não tentar requentar esse assunto, que a essa altura já está resolvido entre os dois países. Esse tema foi superado”, disse.

 

O retorno da presidenta está previsto para o dia 02 de julho.

 

---
Rede PT Ribeirão, com informações de Michelle Chiappa da Agência PT de Notícias
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!