Jovem deve estar no centro do poder público, diz Jimenez

/ Por Agência Rede PT Ribeirão
Jovem deve estar no centro do poder público, diz Jimenez

Coordenador do Grupo Temático Juventude, Trabalho e Empreendedorismo, do Programa de Governo Participativo (PGP), Ricardo Jimenez destaca que o jovem deve ser protagonista e estar no centro do debate da política ribeirão-pretana

Na plataforma Dialoga Ribeirão, da Rede PT Ribeirão, estão as informações das discussões de 13 diretrizes da construção do Programa de Governo Participativo (PGP), coordenado por Galeno Amorim, como o Grupo Temático (GT) Juventude, Trabalho e Empreendedorismo. O coordenador desse GT, Ricardo Jimenez, destaca as prioridades que o PT terá que explorar durante a campanha eleitoral deste ano pensando no jovem de Ribeirão Preto, que precisa ser protagonista, partícipe do governo.

 

Jimenez destaca que o jovem ter que ser protagonista e lembra que, nos últimos 13 anos dos governos federais dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ele (entre 15 e 29 anos) ganhou muitos direitos, e no município, isso também precisa ocorrer. “É preciso colocar o jovem no centro do debate, das decisões do poder público, isso é uma marca dos governos petistas”, comenta o coordenador do GT Juventude, Trabalho e Empreendedorismo.

 

Ricardo Jimenez lembra que as administrações anteriores do PT deram atenção ao jovem, como premiado Ribeirão Criança na primeira gestão de Antônio Palocci Filho e Ribeirão Jovem, na segunda gestão petista. “Fizemos e devemos fazer novamente, pois falta programa de governo para o jovem ter acesso, como saúde, educação, segurança, cultura, lazer, esporte, acesso à sua cidade; o jovem tem que ser partícipe das decisões do poder público”, diz Jimenez. “O jovem deve sentir que cidade está aberta a ele.” Jimenez enfatiza que instrumentos para formações técnicas e tecnológicas atraem o jovem, como o programa federal Pronatec.

 

Com cerca de 650 mil habitantes, Jimenez cita que 30% são de jovens entre 15 e 29 anos, que demandam políticas públicas. O desemprego afeta moradores jovens da periferia. “É prioritário criar uma coordenadoria para a juventude na cidade e debater com outras secretarias, voltada para o emprego”, comenta Jimenez, citando que também devem ser consideradas as vocações locais, de cada bairro.

 

Jimenez também cita que a mencionada coordenadoria deverá ser fortalecida com a criação de um Conselho da Juventude, que respeite a opinião e participação do jovem no Orçamento Participativo, uma marca do PT que precisa voltar. Ele acrescenta que o governo petista deve voltar suas atenções para a jovem mulher, o jovem assentado, o jovem que mora em núcleos de ocupações ou favelas (quase 30 mil), o jovem negro e o jovem LGBTT.

Confira as ponderações de Ricardo Jimenez no vídeo:

 

---
Rede PT Ribeirão
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!