Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo

/ Por Agência Rede PT Ribeirão

Arquivo

Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo

Márcio Coelho, secretário de cultura do PT/RP, foi o único representante da cidade de Ribeirão Preto e teve importante papel nas discussões, principalmente ao propor uma reflexão sobre a mudança de nome da Secretaria, que, a partir da posse de João Dória, passou a ser denominada Secretaria de Estado da Cultura e da Economia Criativa

No final de semana passada, dias 25, 26 e 27 de janeiro, artistas e movimentos sociais e culturais do estado de São Paulo estiveram reunidos no 11º FLIGSP – Fórum do Litoral, Interior e Grande São Paulo, em Presidente Prudente, para discutir políticas públicas para a cultura, em especial, os últimos movimentos do governo passado e os primeiros passos da nova gestão Secretaria de Estado da Cultura, sob o tema “As políticas públicas para formação, pesquisa, produção e difusão cultural em tempos de retrocesso”.

 

Na tarde de sábado, a plenária foi dividida em 5 grupos, que discutiram a questão. Ao final dos debates, a conclusão dos grupos foi a de que essa troca de nome, uma estrutura macro cognitiva, indicia que, no limite, a Secretaria da Cultura pode vir a se tornar a Secretaria da Economia Criativa, abandonando, desse modo, as dimensões simbólicas e cidadã da cultura, privilegiando, apenas, seu aspecto econômico. Desse modo, concluíram que uma pasta que trate da economia criativa deveria ser alocada na Secretaria da Fazenda e Planejamento e que representantes do FLIGSP discutiriam essa questão presencialmente, na Secretaria da Cultura.

 

No domingo, a discussão ficou em torno das pautas reivindicativas. Em relação à Carta de Caraguatatuba ( leia no link https://fligsp.org/carta-aberta-do-x-encontro-do-fligsp-2018-caraguatatuba/ ), resultante da edição passada do FLIGSP, a plenária decidiu manter algumas pautas, como criação de uma Lei estadual das Artes de Rua; destinação de NO MÍNIMO 1.5% do orçamento do Estado para a Cultura; destinação de NO MÍNIMO 50% dos investimentos na Cultura para o Litoral, Interior e Grande São Paulo; implantação do Sistema Estadual de Cultura; destinação de R$ 100 milhões ao Programa de Ação Cultural do Estado – ProAC Editais; reformulação das ações de formação e capacitação nas Artes e na Cultura presentes nos programas administrados pelas OSs, e acrescentar outras que constarão da Carta de Presidente Prudente, que está sendo finalizada pelo GT de Articulação e será publicada no site da FLIGSP ( https://fligsp.org/ ) e no portal da Secretaria de Cultura do PT/RP ( http://redept.org/secretarias/cultura/noticias ), na Rede PT ( http://redept.org/ ).

 

Ao final do Fórum, Márcio Coelho informou a plenária que havia entrado em contado, no dia anterior, com a representante da macrorregião de Ribeirão Preto na ALESP, Deputada Márcia Lia - PT/Araraquara, e que a parlamentar se colocou à disposição para ser a interlocutora do FLIGSP na ALESP, notícia festejada pelos participantes.

 

GALERIA:
Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo
Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo
Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo
Fórum Discute Políticas Públicas para a Cultura do Interior Estado de São Paulo
---
Márcio Coelho, secretário da Cultura do PT de Ribeirão Preto
Receba nossas notícias pelo Telegram Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!