-->

Segundo faixaço Lula Livre em São Paulo

Por Laerte Moreira dos Santos,  Facebook do Coletivo Resistência Em 01 de junho de 2019, na cidade de São Paulo, muita animação e garra na luta pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Viadutos e passarelas da Avenida Radial Leste, ficaram repletos de faixas por Lula Livre. No final do vídeo, um percurso […]

O post Segundo faixaço Lula Livre em São Paulo apareceu primeiro em Bem Blogado.

LULA SOBRE STJ: A PENA TINHA QUE SER ZERO, ELA NÃO TINHA QUE EXISTIR_+_+_CONDENAÇÃO DE LULA FOI UMA FARSA JURÍDICA, AFIRMA DEPUTADO

Mensagem trazida pelo dirigente do PT e deputado estadual Emídio de Souza (SP), que já relatou ao ex-presidente a decisão do STJ em reduzir sua pena, aponta que Lula “não esperava nada” do julgamento desta terça-feira 23; “Aqui dentro desse prédio há um homem que quer sair daqui, mas não de cabeça baixa, ele quer sua inocência provada”, relatou Emídio em Curitiba; Lula disse que “não é o problema de ter reduzido a pena, o problema é que a pena tinha que ser zero, ela não tinha que existir”; “Da mesma forma que fui julgado politicamente, eu vou ser libertado politicamente pela luta do povo brasileiro”, completou Lula

247 – O deputado estadual e dirigente do PT Emídio de Souza (SP) esteve com o ex-presidente Lula na prisão nesta terça-feira 23 e relatou a ele o resultado do julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu, por unanimidade, a pena do petista de 12 anos e 1 mês de prisão, que havia sido impetrada pelo TRF-4, para 8 anos e 10 meses no caso do triplex do Guarujá (SP).

Segundo Emídio, Lula já “não esperava nada de positivo” deste julgamento. “O julgamento de hoje é mais um capítulo de um processo totalmente político, onde não vale provas, as provas da defesa são desconsideradas e a palavra do delator vale mais do que qualquer outra coisa”, observou.

“O presidente Lula não esperava nada de positivo desse julgamento. Aqui dentro desse prédio há um homem que quer sair, mas não de cabeça baixa, ele quer sua inocência provada. Quer mostrar ao país que todas as acusações apontadas contra ele são rigorosamente falsas, não tem um pingo de verdade”, acrescentou.

De acordo com o deputado, Lula afirmou que “não é o problema de ter reduzido a pena, o problema é que a pena tinha que ser zero, ela não tinha que existir”. “A luta tem que continuar. Esse processo, da mesma forma que fui julgado politicamente, eu vou ser libertado politicamente pela luta do povo brasileiro. A resistência, a começar desse local, onde se encontra a vigília o tempo todo”, disse ainda o ex-presidente.

Para Emídio, “Lula é refém de um sistema criado dentro do Judiciário, que julga não baseado em provas, mas baseado em quem ele é, quem ele representa para a história do Brasil”. O deputado paulista lembrou tam’bem que, “apesar da redução [da pena], eles podem apressar outros julgamentos que já estão na fila para serem julgados”, como o caso do sítio de Atibaia.
Inscreva-se na TV 247 e assista à fala de Emídio de Souza e do advogado de Lula Luiz Carlos da Rocha:

________________++++++++++_______________
CONDENAÇÃO DE LULA FOI UMA FARSA JURÍDICA, AFIRMA DEPUTADO
O deputado federal Helder Salomão (PT-ES) apontou uma “farsa” na condenação do ex-presidente Lula no processo do triple em Guarujá (SP); “Lula lidera pesquisas eleitorais. Moro tira Lula da disputa. Bolsonaro vence as eleições. Moro ganha cargo no governo. A farsa está clara!”, disse

247 – O deputado federal Helder Salomão (PT-ES) apontou uma “farsa” na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do triple em Guarujá (SP).

“Lula lidera pesquisas eleitorais. Moro tira Lula da disputa. Bolsonaro vence as eleições. Moro ganha cargo no governo. A farsa está clara!”, escreveu o parlamentar no Twitter.

Mesmo com um bombardeio de críticas pela imprensa tradicional em função da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula assegurava a primeira posição em todas as pesquisas eleitorais antes de ser preso, em abril de do ano passado. Naquele mês, o então juiz federal Sérgio Moro, da primeira instância jurídica, emitiu a ordem de prisão sem o esgotamento de todos os recursos judicias, porque Lula já tinha sido condenado em segunda instância – pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4-RS).

De acordo com a legislação, ninguém deve ser considero culpado até o trânsito em julgado de um processo. Inclusive, Moro, após assumir o Ministério da Justiça, enviou ao Congresso Nacional um pacote anticrime com mudanças na lei e um dos pontos da proposta prevê a execução da pena logo após a condenação em segunda instância. A elaboração de um projeto para mudar a lei, neste caso específico, indica que o cumprimento da pena depois da segunda instância ainda é inconstitucional, ou seja, a prisão de Lula feriu a legislação.

Moro recebeu o convite da equipe de Jair Bolsonaro ainda na campanha eleitoral.
Lula lidera pesquisas eleitorais
Moro tira Lula da disputa
Bolsonaro vence as eleições
Moro ganha cargo no governo

A farsa está clara!

685 pessoas estão falando sobre isso

  https://www.brasil247.com/pt/247/sudeste/391179/Condena%C3%A7%C3%A3o-de-Lula-foi-uma-farsa-jur%C3%ADdica-afirma-deputado.htm?__twitter_impression=true