-->

Efeito Collor faz Bolsonaro ameaçar opositores

Com popularidade em baixa, Bolsonaro montou um desfile milionário de 7 de setembro e imita Collor pedindo que o povo vista verde-amarelo para apoiá-lo. Estudantes reagem avisando que vestirão preto. Bolsonaro, então, ameaça matar quem atrapalhar sua festa

O post Efeito Collor faz Bolsonaro ameaçar opositores apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

7 de Setembro é dia de sair de preto às ruas do Brasil

A UNE (União Nacional dos Estudantes) lidera a convocação para que todos saiam de preto às ruas neste feriado de 7 de Setembro, dia da…

Jessé Souza: ‘Vestir preto porque nossa pátria está sendo saqueada. Estão roubando o futuro e o presente’

São Paulo – Em vídeo divulgado nesta sexta-feira (6), o professor e sociólogo Jessé…

O post Jessé Souza: ‘Vestir preto porque nossa pátria está sendo saqueada. Estão roubando o futuro e o presente’ apareceu primeiro em Rede Brasil Atual.

Presidente do Chile repudia declaração monstruosa de Bolsonaro sobre assassinato

“Não concordo, em absoluto, com a declaração feita por Bolsonaro a respeito de uma ex-presidente do Chile e, especialmente, a um tema tão doloroso quanto a morte de seu pai”, disse o presidente do Chile, Sebastián Piñera, que se pronunciou sobre as declarações em que Bolsonaro ataca Michelle Bachelet e elogia a ditadura de Augusto … Continue lendo Presidente do Chile repudia declaração monstruosa de Bolsonaro sobre assassinato

O post Presidente do Chile repudia declaração monstruosa de Bolsonaro sobre assassinato apareceu primeiro em Patria Latina.

#Dia7EuVouDePreto: Fala de Bolsonaro ressuscita caras-pintadas

Revista Fórum

Hashtag é uma resposta ao pedido do presidente para que as pessoas usem verde e amarelo no próximo sábado (7), tal como fez Collor em 1992

Caras-pintadas em 1992 (Reprodução)
O passado está cada vez mais presente no Brasil. Além de exaltar a ditadura militar e tudo de pior que existiu nos anos de chumbo, Jair Bolsonaro agora flerta com outra período histórico do país. Ao clamar aos brasileiros para saírem às ruas no próximo sábado (7) vestindo verde e amarelo, o presidente repete o gesto de Fernando Collor de Mello. Assim como o atual chefe do Executivo, Collor também estava com índices baixos de popularidade na época e acabou vendo o seu apelo tonar-se uma grande onda de oposição.

Em 1992, em reposta ao presidente, jovens de todo o Brasil saíram as ruas vestindo preto e com as caras pintadas com as cores da bandeira nacional. É esse gesto que a União Nacional do Estudantes (UNE) e outros movimentos estão querendo reviver.
Diferentemente de 27 anos atrás, as redes sociais amplificam essa mobilização popular. Com isso a hashtag #Dia7EuVoudePreto alcançou o primeiro lugar dos assuntos mais comentados no Twitter nesta quarta-feira (4).

A UNE lançou uma campanha intitulada de “Caras-Pintadas Voltarão” e diversas personalidades aderiram à campanha utilizando a hashtag.
 
Jair Bolsonaro já ofendeu a memória de muitas famílias de torturados e desaparecidos pela ditadura no Brasil. Agora, está internacionalizando seu ódio até para a família da ex-presidenta chilena Bachelet. Além de mentiroso e incompetente, é um homem perverso.

945 pessoas estão falando sobre isso

Segundo a revista científica Nature Sustainability, a Amazônia brasileira perdeu mais de uma Alemanha em área de floresta entre 2000 e 2017 se o projeto de Bolsonaro continuar, até quando a floresta irá sobreviver?

211 pessoas estão falando sobre isso