-->

Comunidades Geraizeiras conquistam reconhecimento como comunidades tradicionais

Em meio à ampla diversidade das formas de vida em comunidades tradicionais no Brasil, núcleos de comunidades Geraizeiras, característica da região do cerrado do Norte de Minas Gerais, foram contemplados na tarde desta segunda-feira (17) com a “Certidão de Autodefinição”, cedido pela Comissão Estadual para o Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais de Minas

Lama da Samarco/Vale-BHP pode ser bomba relógio de metais pesados

Por Fernanda Couzemenco, Século Diário Uma bomba relógio com metais pesados continua ameaçando o estuário do Rio Doce, mesmo após dois anos e meio do vazamento de 50 milhões de metros cúbicos de rejeitos de mineração do reservatório da Samarco/Vale-BHP, localizado no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana/MG. Esse é o resultado de um estudo

Pressão pró-desmatamento e barganhas políticas comprometem metas brasileiras de emissão de gás carbônico. Entrevista especial com Raoni Rajão

Por Patricia Fachin, no IHU Apesar de a política brasileira de combate ao desmatamento ter sido aprimorada nos últimos anos, um estudo recente realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG e da Universidade de Brasília – UnB demonstra que as barganhas concedidas

Um grito das mulheres Kaiowá e Guarani contra os colonialismos de dominação da terra, dos saberes e do corpo

Em carta após assembleia, que aconteceu de 10 e 14 de julho na Reserva Indígena de Amambai (MS), mulheres repudiam as violências do Estado nas mais diversas esferas de poder Por Guilherme Cavalli, no Cimi O vozear de protesto é uníssono. Denuncia as políticas governamentais anti-indígenas que por diversas formas de dominação mantêm administrações coloniais. São

Decisão judicial faz avançar reconhecimento territorial quilombola em Rondônia

A Comunidade Quilombola do Forte Príncipe da Beira acolheu com entusiasmo a decisão do Juiz Federal Marcelo Elias Vieira, da 2ª Vara Federal de Ji-Paraná/RO, que ordenou ao Exército Brasileiro que permita o acesso do INCRA para realizar o estudo antropológico (RTID) previsto na demarcação dos territórios quilombolas, segundo o Decreto 4887/2003, que regulamenta os

MPF pede anulação de licenças de mina da Anglo American em Minas Gerais

Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão alega que empresa não apresentou garantias de cumprimento de 400 condicionantes e não apresentou informações sobre o impacto do empreendimento na região; em março, vazamento atingiu dois rios e prejudicou abastecimento de água Paulo Roberto Netto e Giovana Girardi, O Estado de S.Paulo SÃO PAULO – A Procuradoria Regional

ES – Mutirão de comunidade quilombola vai recuperar solo explorado pela Aracruz Celulose

Por Jussara Baptista, Século Diário Entre os dias 20 a 22 deste mês, próximo final de semana, a comunidade quilombola Sapê do Norte, localizado entre os municípios de São Mateus e Conceição da Barra, será palco de um grande mutirão. O objetivo do evento será recuperar o solo drasticamente danificado pelo cultivo indiscriminado de eucalipto

Justiça impede ICMBio de alterar floresta no Pará sem estudos técnicos

Alterações na flona do Jamanxim também terão que ser apresentadas em audiências públicas Ministério Público Federal no Pará A Justiça Federal impediu o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) de mudar os limites da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, em Novo Progresso, no sudoeste do Pará, sem estudos técnicos. Assinada no último dia

MPF: União tem 30 dias para destinar recursos ao Incra para regularizar terras quilombolas no Espírito Santo

Comunidades estão localizadas em São Mateus e Conceição da Barra, norte do estado Ministério Público Federal no Espírito Santo O Ministério Público Federal (MPF) no Espírito Santo (ES) obteve decisão na Justiça, em tutela de urgência, para que a União, no prazo de 30 dias, reforce o orçamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma

Povo Kaingang retoma terra tradicional em Canela (RS)

No sul do país, muitas das terras tradicionais foram transformadas em fonte de renda, em capital especulativo através do plantio de grãos, gado e por especulação imobiliária. Milhares de indígenas vivem em pequenas áreas de terras ou acampamentos na beira das estradas. Por Cimi Regional Sul Um grupo de famílias do Povo Kaingang retomou, na