-->

Yanomamis liberam servidores retidos em Roraima após morte de dois bebês

Por Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil Servidores da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) em Roraima, que estavam retidos na região de Surucucu, em Alto Alegre, Norte de Roraima, desde domingo, já foram liberados e começaram a deixar a região ontem (18). Os servidores estavam sob a guarda de índios Yanomami, que protestavam contra

TRF4 atende a reclamação do MPF e reitera decisão que determina construção de escola indígena em Cacique Doble (RS)

Estado do Rio Grande do Sul será intimado da decisão diretamente pelo Tribunal Por TRF4 Atendendo à Reclamação 5032634-82.2018.4.04.0000/RS, ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) determinou, no dia 14 de setembro, em decisão monocrática, que o Estado do Rio Grande do Sul conclua, em 60 dias, o procedimento administrativo

Terras adquiridas antes da Constituição não estão isentas de serem demarcadas

Tribunal considerou ilegítimo pedido feito pela Federação da Agricultura e Pecuária do MS Procuradoria Regional da República da 3ª Região Desde a implementação da Constituição de 1988, a demarcação de terras tradicionalmente ocupadas pelos índios tem sido um fator constantemente presente nos conflitos entre as comunidades indígenas brasileiras e ruralistas. No dia 30 de agosto,

UFMG forma mais 32 professores indígenas

Rituais de cinco etnias marcaram cerimônia realizada na tarde desta terça-feira, na Reitoria Na UFMG A UFMG realizou nesta terça-feira, 18, solenidade de formatura de 32 indígenas da Formação Intercultural para Educadores Indígenas (Fiei) – Habilitação em Matemática, oferecida pela Faculdade de Educação. A turma, composta de alunos da etnias Xakriabá, Pataxó, Guarani, Maxakali e Pataxó-Hã-Hã-Hãe, celebrou a conquista com

Após ação do MPF, Justiça Federal determina abastecimento imediato de água potável a aldeias na Ilha do Bananal

Indígenas da região reclamam do não funcionamento de poços artesianos, da deficiência de filtros instalados para filtrar a água retirada do rio Javaé e da total falta de água potável Procuradoria da República no Tocantins Atendendo ao pedido do Ministério Público Federal, a Justiça Federal determinou que a União forneça água potável a todas as

CPT realiza mutirão de visitas nas comunidades da região Norte e Centro Oeste da Bahia

Por Tiago Aragão/ Agente da CPT Bahia Agentes da Comissão Pastoral da Terra (CPT) dos núcleos de Irecê, Ruy Barbosa e Senhor do Bonfim (BA) em parceria com as irmãs da Congregação das Catequistas Franciscanas de Morro do Chapéu, realizaram entre os dias 10 e 13 deste mês, um mutirão de visitas e reuniões nos municípios

Dona Dijé: A mulher que lutou por direitos quilombolas no Maranhão

Maria de Jesus Ferreira Bringelo, mulher, negra, quilombola, quebradeira de coco babaçu, ensinava que ódio e violência se enfrentam com serenidade e altivez Por Avanildo Duque*, em HuffPost Brasil O Brasil precisa conhecer a história de Dona Dijé. Em um tempo sombrio no qual se homenageiam torturadores, se matam negros e negras, se odeiam pobres, se

MPF: TRF2 nega recurso da metalúrgica Harsco e escória acumulada ao lado do Rio Paraíba do Sul (RJ) deve ser reduzida

Empresa recorreu da decisão liminar que a obriga, junto com a CSN, a limitar a quantidade de escória recebida a 100% do volume removido no mês anterior Procuradoria da República no Rio de Janeiro O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) confirmou decisão liminar da 3ª Vara Federal de Volta Redonda que determinou à

Política de remoções deveria indenizar famílias pela posse da terra, dizem movimentos

Em muitos casos, indenizações recebidas não permitem comprar casa equivalente na mesma região Wallace Oliveira, Brasil de Fato A professora Valéria Borges vive na comunidade Pedreira Prado Lopes, região Noroeste de BH. O terreno onde ela morava foi ocupado por seus avós há quase um século e, no local, a família construiu, durante anos, duas

Honduras: começa o julgamento do assassinato da líder comunitária Berta Cáceres

Nesta etapa, irão a julgamento os executores do crime, entre eles, militares e funcionários de empresa hidrelétrica Por teleSUR, no Brasil de Fato Após mais de dois anos do assassinato da militante indígena Berta Cáceres, nesta segunda-feira (17) tem início em Tegucigalpa, capital de Honduras, o julgamento de seus possíveis assassinos. Berta Zúñiga, uma das