-->

Pelo fim da guerra aos pobres

O medo da violência vem fortalecendo a ideia de que soluções radicais e populistas são a solução para os problemas da segurança pública. A atabalhoada e ineficaz intervenção das Forças Armadas no Estado do Rio de Janeiro é um exemplo de que não se deve brincar com tema tão sério. Essas políticas populistas e midiáticas […]

O post Pelo fim da guerra aos pobres apareceu primeiro em Wadih Damous.

Quando o suicídio é assistido

Arte: André Zanardo Avisto sirenes e carros parados. Reduzo a velocidade sobre a Ponte. Desacelero até parar totalmente. O trânsito está interditado. O pensamento imediato é automático: mais uma vez, alguém está querendo pular da ponte com pretensões s…

O Messias Bolsonaro

Eis que em 30 de julho de 2018 o candidato que lidera a corrida presidencial na ausência do líder das pesquisas nestas eleições compareceu ao programa “Roda Viva” para expor suas ideias e planos de campanha. Eu poderia despender várias linhas tecendo c…

Jean Wyllys: Brincar no telhado? Não para jovens negros!

Em texto, deputado federal comenta o caso do jovem Ryan Teixeira do Nascimento, assassinado por um policial no Rio de Janeiro enquanto tentava pegar uma bola que caiu em um telhado. “Jovens negros sobre telhados não são admitidos a partir da possibilidade de estarem em busca de uma bola. O que sempre fazem é suspeitar que sejam perigosos”

A notícia Jean Wyllys: Brincar no telhado? Não para jovens negros! apareceu primeiro emRevista Fórum.

O que foi o massacre dos Carajás, defendido por Bolsonaro. Por Leonardo Sakamoto

Publicado no blog do autor no UOL POR LEONARDO SAKAMOTO, jornalista O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, defendeu os policiais que participaram do Massacre de Eldorado dos Carajás no exato local dos 19 assassinatos nesta sexta (13). ”Quem tinha que estar preso era o pessoal do MST, gente canalha e vagabunda. […]