-->

Termo ‘paraíba’ usado por Bolsonaro é preconceituoso ao Nordeste e cabe punição


(Foto: Agência Brasil)

De acordo com especialistas, ao se referir a nordestinos como “paraíbas”, Jair Bolsonaro cometeu preconceito e é passível de punição pela lei; o parecer é de linguistas e advogados; Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) diz que “o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro”, onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou

23 de julho de 2019 

De acordo com especialistas, ao se referir a nordestinos como “paraíbas”, Jair Bolsonaro cometeu preconceito e é passível de punição pela lei. O parecer é de linguistas e advogados. Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) diz que “o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro”, onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "a origem do termo está intrinsecamente relacionada à intensificação dos fluxos migratórios de nordestinos para o Sudeste a partir dos anos 1960, especialmente de baianos a São Paulo e paraibanos ao Rio de Janeiro. 'Criou-se essa designação genérica de ‘baiano’ em São Paulo e ‘paraíba’ no Rio por conta da tensão', afirma Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) e referência na área de sociolinguística."

A matéria ainda acrescenta que "segundo Lucchesi, 'o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro', onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou. 'Nesse caso, é claramente um termo pejorativo que reflete uma postura preconceituosa, lamentavelmente por parte do presidente, que devia representar todos os brasileiros'.”


Deixe um comentário

Receba nossas notícias pelo Telegram

Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto