-->

Da banalidade do mal e sua necessidade de álibis morais que mantenham a farsa, por Eduardo Ramos

O mal jamais buscará o espelho da verdade. A ele interessa a banalidade, esse "tornar-se normal, natural

Deixe um comentário

Receba nossas notícias pelo Telegram

Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto