Zé Dirceu: vencemos em 2017 e 2018 será um ano de lutas.

Zé Dirceu: vencemos em 2017 e 2018 será um ano de lutas.

Para ex-ministro, povo deve enfrentar em 2018 seus verdadeiros adversários: a mídia tradicional, o Congresso que deu o golpe e o capital financeiro.

Meus amigos e minhas amigas do Nocaute, um bom dia, feliz Natal, minha gratidão pelo apoio e pela solidariedade durante este ano.

 

 

Um ano de grandes avanços, por incrível que pareça. Você pode se perguntar: “Mas com este governo golpista, mas com estas contrarreformas, com este avanço do conservadorismo?”.

 

Não. Nós vencemos.

 

Lula é o candidato da maioria dos brasileiros e sua rejeição é a menor entre todos os candidatos. Nós estamos aqui lutando, e a luta está avançando inclusive na agenda.

 

Eles apresentaram a agenda das contrarreformas, a terceirização, a precarização do trabalho, a violação dos direitos trabalhistas, o fantasma da reforma da Previdência, “única responsável pelo déficit público”, o que não é verdade.

 

O déficit público é causado pelos juros da dívida interna. O déficit público é causado pela estrutura tributária que temos, onde paga mais quem ganha menos, e paga menos quem ganha mais.

 

Por que pagamos 10% de juros na dívida pública quando no mundo os juros são praticamente negativos, de 1% ou 2%? Por que gastamos 250, 300, 350 bilhões de reais com a dívida pública?

 

Porque os bancos, com uma inflação de 2.8%, uma taxa Selic de 7%, continuam cobrando os juros que você conhece. Você, sua família, sua empresa: 250% no cartão de crédito, 350% no crédito rotativo, 100% no crédito ao consumidor, 30%, 40% no crédito consignado, desconto de duplicata, de nota promissória.

 

Por quê? Porque eles é que governam, o capital financeiro bancário. O 1% da minoria que se beneficia dos juros de 10% da dívida pública.

 

São eles quem ditam as leis para o Congresso, onde o poder econômico é quem manda, porque não quiseram fazer a reforma política do financiamento público e do voto em lista.

 

Eles é que governam porque financiam a mídia através da publicidade e ela defende as suas contrarreformas.
O que nós precisamos é de um novo Congresso Nacional. Nós precisamos eleger um governo que defenda essa agenda da reforma tributária, da reforma do sistema bancário financeiro, a redução drástica de juros no Brasil.

 

O Brasil empresta 3.4 trilhões de reais por ano. Eles recebem 800 bilhões em juros. Único no mundo. É esse cartel bancário, esse monopólio da mídia, esse congresso que deu o golpe e usurpou o poder é que são, na verdade, os nossos adversários.

 

Por isso a minha mensagem é de otimismo para 2018.

 

Um feliz Natal e vamos à luta!

---
José Dirceu de Oliveira e Silva é ex-parlamentar e ex-ministro Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!