Artigos

Emidio Souza

Natural de Inúbia Paulista, no Interior de São Paulo, Emidio de Souza mudou-se com a família, aos 13 anos, para Osasco, cidade onde integrou movimentos sociais que acabariam abrindo as portas para seu ingresso na vida pública. Morador da Vila Isabel, estudou em escolas estaduais nos bairros da Vila Pestana e do Km 18. Depois, fez curso técnico de torneiro mecânico no Senai. Como metalúrgico, trabalhou na antiga Braseixos, hoje Arvin Meritor, além de outras metalúrgicas de cidades vizinhas a Osasco. Nessa mesma época, iniciou sua participação no movimento sindical. Paralelamente, desde o início da juventude, integrava as comunidades eclesiais de base da igreja católica. No início da década de 80, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores e também da criação do diretório municipal em Osasco. Mas, apesar da militância aguerrida tanto no sindicato como no PT, apenas quase 10 anos depois iniciou sua carreira política. Em 1988, foi eleito vereador, cargo ao qual foi reconduzido outras duas vezes, em 1992 e 1996. Devido ao seu desempenho no Legislativo, o PT de Osasco o lançou candidato a deputado estadual nas eleições de 1998. Ficou na suplência, mas em janeiro de 2001 assumiu a titularidade do mandato. Foi ainda presidente da Comissão de Relações do Trabalho e membro efetivo da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. Emidio também foi escolhido, pela Rádio Jovem Pan AM, o melhor deputado estadual de 2001. Foi também o candidato do PT à Prefeitura de Osasco, pela primeira vez, nas eleições de 2000. Em 2002, foi eleito deputado estadual com 102.330 votos e registrou a maior votação, em termos nominais, para o cargo na cidade de Osasco: 71.620 votos ou 24% dos votos válidos. Nesse novo mandato na Assembleia Legislativa, ocupou, entre outros cargos, a 1ª Secretaria da Mesa Diretora, o segundo mais elevado na hierarquia na Casa. Em 2004, disputou novamente a Prefeitura de Osasco e foi eleito. Em 2008, foi reconduzido ao cargo com 50,98% das intenções, num total de 204 mil votos. Ainda em sua carreira política, foi coordenador da campanha de Aloizio Mercadante ao governo do Estado de São Paulo em 2010. Foi também por dois mandatos consecutivos coordenador em São Paulo da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). É formado em Direito e tem cinco filhos: Felipe, Naiara, Marina, Arthur e Helena.