Alexandre Padilha: PT Século 21 – Amplo, Aberto, Ousado e nas Lutas!

Foto: Paulo Pinto

Alexandre Padilha: PT Século 21 – Amplo, Aberto, Ousado e nas Lutas!

Secretário de Saúde da cidade de SP reforça importância, em artigo, de estimular rodadas de diálogos nas cidades do estado e nas redes sociais

O Partido dos Trabalhadores vive um momento decisivo de sua história. O 6º Congresso Nacional, que será realizado em abril de 2017, será uma etapa fundamental para construirmos uma compreensão coletiva do novo ciclo histórico da política brasileira pós golpe e apontar os rumos do PT para os próximos anos.

 

Será um grande erro acreditar que este processo se resuma a 600 delegados.

 

Teremos que envolver e sermos envolvidos por 600 mil militantes desde a base, mais de 1,2 milhão de filiados e milhões de simpatizantes do PT, de outros partidos e movimentos de esquerda, de coletivos que lutam por mais democracia. Ouvir mais e também sermos ouvidos por todos aqueles que lutam por menos desigualdade e mais diversidade no nosso país.

 

Onde tiver jovem, mulher, ativista LGBT, negros, sem-teto, sem-terra, trabalhadores lutando por direitos, democracia e liberdade neste país, tem que estar o PT.

 

Foi com esse espírito que, junto com cerca de 300 companheiros, de mais de 50 cidades do estado de SP, que realizamos uma primeira “Roda de Conversa” sobre os Desafios para o PT e as esquerdas.

 

Lá decidimos que apoiaremos, como uma das contribuições para isso se consolidar, um espaço de debates tanto no ambiente virtual quanto presencial.

 

Vamos estimular rodadas de diálogos nas cidades do estado e nas redes sociais.

 

Serão maneiras de valorizar o aspecto transgeracional do debate:

 

Aprendermos com as novas formas de organização e o protagonismo da juventude para as lutas do presente e construção do futuro, mas também com um olhar sob a perspectiva histórica de preservação do nosso legado e dos movimentos políticos que constituem a vida brasileira.

 

Foi assim na nossa primeira “Roda de Conversa”, com a presença de dirigentes históricos do PT e da esquerda internacional e militantes e ativistas jovens que estão na linha de frente dos novos movimentos.

 

Durante este período de debates ao Congresso, combinamos também de disponibilizar a minha página do Facebook e reproduzirmos e nos articularmos com outras páginas para publicações e repercussão de opiniões e textos de nossa companheirada.

 

Só interagindo com novos ritmos e formas de debate na sociedade e superando as velhas lógicas de disputa entre tendências e/ou mandatos faremos deste Congresso uma construção coletiva.

 

Esta tem que ser uma prioridade, neste momento de renovação da reflexão política coletiva e das direções partidárias. Quando, mais do que nunca, as lideranças e dirigentes do PT devem ouvir mais os argumentos e anseios da nossa base. É hora de trocar as respostas de sempre por perguntas que estimulem os questionamentos de toda a militância e sinalizem um Partido dos Trabalhadores amplo, aberto e ousado!

Estamos juntos nesta luta!

 

Construindo um PT forte para todos e para todas!

---
Alexandre Padilha é secretário de Saúde da prefeitura de SP. Ele foi ministro das Relações Institucionais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da Saúde da presidenta Dilma Rousseff. Seja Companheiro, faça sua doação ao PT de Ribeirão Preto

Comentários

Ainda não há comentários nesta notícia. Seja o primeiro!